Projeto Vereador Mirim: Participação feminina é destaque nas eleições da EMEF Salgado Filho

por Daniele Silva última modificação 26/06/2019 16h47
26/06/2019 – Mais uma escola realizou suas eleições do projeto vereador Mirim na manhã desta quarta-feira, dia 26. A participação feminina foi destaque no pleito da Escola Municipal de Ensino Fundamental Salgado Filho, em Canudos, que envolveu sete candidatas e 105 estudantes dos sextos anos. Essa é a segunda vez que a instituição elege seus jovens parlamentares.
Projeto Vereador Mirim: Participação feminina é destaque nas eleições da EMEF Salgado Filho

Foto: Daniele Souza/CMNH

Saiba mais sobre o Projeto Vereador Mirim

Revista do Vereador Mirim está disponível para download

Conheça a data das eleições do Vereador Mirim 2019

Projeto Vereador Mirim: EMEF Machado de Assis inova e traz votação eletrônica para o pleito

EMEF Prudente de Moraes elege seus representantes para o Projeto Vereador Mirim

Os vereadores integrantes da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Legislativo hamburguense, Felipe Kuhn Braun (PDT), presidente; Semilda dos Santos - Tita (PP), relatora; e Nor Boeno (PT), secretário, e o diretor-geral da Câmara, Deiwid Amaral da Luz, estiveram presentes. A diretora da Escola do Legislativo da Casa, Maria Carolina Hagen, que tem acompanhando todas as votações, ressaltou o entusiasmo dos estudantes, especialmente daqueles que estiveram na Câmara participando das palestras. Para a servidora, é interessante que as instituições consigam envolver o maior número possível de estudantes, estimulando os mais jovens a integrar as futuras edições do projeto realizado em parceria com a secretaria de Educação.


Eleita representante da instituição em 2017, a jovem Paula Roberta Moraes Jantzch acompanhou a votação. Ela, que atuou como segunda secretária na sessão especial do Vereador Mirim, destacou o aprendizado que o projeto lhe proporcionou. “Antes, não tinha nenhum interesse pela política. Depois de ser vereadora, comecei a ler jornal e ver TV para saber o que está acontecendo no País.” Paula contou ainda que a experiência fez com que ela perdesse a vergonha de falar em público.

Aos 11 anos, Larissa Vitória dos Santos integra a nominata de estudantes, todas meninas, que buscam o cargo de vereadora mirim. Seu intuito, caso seja eleita, é ouvir os anseios dos colegas antes de elaborar as demandas que poderão ser encaminhadas ao Executivo municipal. “O que mais me chamou a atenção é que eu posso fazer alguma coisa para ajudar minha comunidade, mesmo sendo ainda uma criança’, pontuou.

Já o professor de geografia Maximiliano Longo, responsável por trabalhar os conteúdos em sala de aula, considera a ação de extrema importância para o exercício da cidadania e a formação dos futuros eleitores. “Esta é a segunda edição que estamos envolvidos com o projeto. Ele é fundamental para que, desde pequenos, os alunos aprendam sobre a participação política e também a querer resolver os problemas da comunidade e da escola.” Longo comentou também sobre a participação feminina nas eleições. “Todos se envolveram de forma bastante ativa, mas o fato de termos apenas candidatas chamou a atenção tanto dos professores como dos estudantes.” Além do incentivo à cidadania, o Vereador Mirim tem sido, ao longo das edições, um laboratório para a ampliação da participação das mulheres na política.

 

O projeto

O Projeto Vereador Mirim, voltado para alunos do 6º ao 9º ano da rede municipal de ensino de Novo Hamburgo, é desenvolvido pela Escola do Legislativo em parceria com a Secretaria Municipal de Educação.

Inicialmente, as turmas das escolas envolvidas participam de palestras na Câmara, conhecendo o Palácio 5 de Abril e aprendendo sobre atribuições e deveres dos parlamentares. Em seguida, o material pedagógico elaborado por uma comissão de apoio formada por servidores da Casa é trabalhado em sala de aula, culminando na eleição dos vereadores mirins. 

Cada escola possui autonomia para definir seu processo eleitoral e eleger seus dois representantes. Em seguida, é realizada uma cerimônia de diplomação para os vereadores mirins e seus respectivos suplentes. Por fim, os vereadores mirins se reúnem no Plenário Luiz Oswaldo Bender e apresentam seus projetos, requerimentos, indicações e pedidos de providências, solicitando melhorias para suas escolas, seus bairros e o Município como um todo.

Diplomados durante sessão ordinária da Câmara, os vereadores mirins participam de oficina, onde recebem orientações técnicas para a elaboração de suas proposições. Após a entrega, os estudantes se reúnem para um ensaio geral, no qual também são eleitos os integrantes da Mesa Diretora. São eles que conduzirão a terceira Sessão do Vereador Mirim no dia 29 de outubro, no Plenário Luiz Oswaldo Bender. Todas as matérias apresentadas serão protocoladas oficialmente na semana seguinte. Uma última atividade, marcada para o dia 4 de dezembro, permitirá aos jovens parlamentares acompanhar o andamento de suas proposições.