Segunda edição do Domingo por Elas ocorrerá no bairro Santo Afonso

por Luís Francisco Caselani última modificação 12/08/2019 21h40
12/08/2019 – Em reuniões organizadas pela Procuradoria Especial da Mulher da Câmara de Novo Hamburgo, a Rede Integrada Laço Lilás, grupo cooperativo formado por órgãos voltados ao atendimento de vítimas e o enfrentamento à violência de gênero, idealizou a realização do Domingo por Elas. Percorrendo regiões populosas da cidade, a iniciativa oferece serviços e leva informações sobre os diversos canais de acolhimento, aproximando as instituições à comunidade hamburguense. Com a avaliação positiva da primeira edição, realizada no final de julho no bairro Boa Saúde, as entidades já planejam a elaboração do segundo evento, que deverá ocorrer no dia 27 de outubro na Praça da Juventude, no bairro Santo Afonso.
Segunda edição do Domingo por Elas ocorrerá no bairro Santo Afonso

Crédito: Maíra Kiefer/CMNH

A procuradora especial da Mulher, vereadora Tita (PP), subiu à tribuna durante a sessão desta segunda-feira, 12 de agosto, e enalteceu o sucesso da iniciativa. “A Câmara, junto a todas as entidades que compõem a Rede, foi até os cidadãos para mostrar os caminhos de atendimento para as mulheres e suas famílias. A comunidade ficou muito agradecida. Vários atendimentos foram feitos e pudemos divulgar material com dados dos órgãos que compõem a Rede. A Câmara fez um trabalho muito bonito durante toda a tarde”, salientou a parlamentar. A primeira edição da atividade contou com orientações sobre os procedimentos em caso de violência doméstica, dicas sobre saúde bucal para adultos e crianças, cortes de cabelo gratuitos, brinquedos, brechó solidário e atendimentos básicos de saúde.

Saiba mais: - Primeira edição do Domingo por Elas leva informação e serviços ao Boa Saúde

- Rede Integrada Laço Lilás faz balanço do Domingo por Elas e inicia planejamento da 2ª edição

Laço Lilás

Criada em 2017, a Rede Integrada Laço Lilás reúne entidades voltadas para o atendimento a vítimas de violência de gênero. O grupo tem como meta fazer Novo Hamburgo recuar na lista de líderes de ocorrências no Estado. Com encontros promovidos na sede do Legislativo e organizados pela Procuradoria Especial da Mulher, a rede é composta pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, Brigada Militar, Patrulha Maria da Penha, Centro de Referência e Atendimento Creas/Viva Mulher, Núcleo de Apoio aos Direitos da Mulher (Nadim) e Laços de Vida, ambos da Feevale, Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres (CMulher), Conselhos Municipais dos Direitos da Mulher (Comdim) e dos Direitos e Cidadania do Idoso (CMDCI), Comissões da Mulher e da Criança e Adolescente da OAB/NH, Conselho Tutelar, Guarda Municipal e coletivos.