Rede Integrada Laço Lilás faz balanço do Domingo por Elas e inicia planejamento da 2ª edição

por Maíra Kiefer última modificação 12/08/2019 17h55
12/08/2019 - Na primeira reunião de avaliação do Domingo por Elas, evento organizado pela Rede Integrada Laço Lilás, foram apresentadas algumas sugestões de ajustes e pontos que devem ser mantidos para a próxima edição. Durante o encontro realizado na manhã de sexta, dia 9, na sede do Legislativo, a procuradora especial da Mulher da Câmara, Semilda - Tita (PP), apontou, entre as questões positivas, a participação de vários homens no dia 28 de julho, na Praça CEU, no bairro Boa Saúde, na busca por informações para repassar para filhas, amigas ou parentes. Desde o começo da formatação da atividade, a parlamentar preocupava-se em tornar a ação acessível a toda a família.
 Rede Integrada Laço Lilás faz balanço do Domingo por Elas e inicia planejamento da 2ª edição

Crédito: Maíra Kiefer/CMNH

No balanço, apresentado pela servidora da Câmara Carolyne Andersson, constavam como iniciativas com repercussão satisfatória entre o público: brechó solidário, realizado pela Conselho da Missão Luterana Primavera; Unidade Móvel de Saúde de Novo Hamburgo, na qual era possível fazer alguns exames; cortes de cabelo gratuitos feitos por voluntários; avaliação da saúde bucal da comunidade; e brinquedos e atividades voltadas para as crianças e jovens com o apoio da Guarda Municipal. Com objetivo de difundir de maneira mais eficiente as informações sobre a rede de atendimento, as organizadoras do evento perceberam já na primeira edição que precisavam ir ao encontro das mulheres que estavam no local, pois dificilmente elas recorriam aos estandes. Para a segunda realização, prevista para o dia 27 de outubro, no bairro Santo Afonso, devem ser propostas apresentações de artistas da comunidade.

Ronalisa Torman, coordenadora do projeto de extensão Laços de Vida da Universidade Feevale, declarou que a expectativa é de que no segundo Domingo por Elas a participação seja bem maior. Ela relatou que a iniciativa a qual está vinculada pela instituição de ensino terá dois locais de atendimento na região, um deles no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e outro na ONG Ação Encontro. Segundo ela, é perceptível a motivação da população local e o anseio por orientações. 

À reunião desta sexta estiveram presentes a coordenadora das Políticas Públicas para Mulheres de Novo Hamburgo, Eliana Benkenstein, a coordenadora do Viva Mulher, Elis Regina Barroso, as advogadas Claudia Maria Petry de Faria e Ligia Beatriz Galaschi, integrantes da OAB/NH; Glacira Eli Santos da Silva, presidente do Conselho Municipal do Idoso (CMDCI); a conselheira tutelar Roberta Cornelÿ; os advogados João Luiz Petry de Faria e Francieli de Oliveira Leite, representantes da Petry de Faria Advogados; Claudete Schneider, do Conselho da Missão Luterana Primavera; e Liliane Machado Kasper, chefe de gabinete da vereadora Tita.

Laço Lilás

Criada em 2017, a Rede Integrada Laço Lilás reúne entidades voltadas para o atendimento a vítimas de violência de gênero. O grupo tem como meta fazer Novo Hamburgo recuar na lista de líderes de ocorrências no Estado. Com encontros promovidos na sede do Legislativo e organizados pela Procuradoria Especial da Mulher, a rede é composta pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, Brigada Militar, Patrulha Maria da Penha, Centro de Referência e Atendimento Creas/Viva Mulher, Núcleo de Apoio aos Direitos da Mulher (Nadim) e Laços de Vida, ambos da Feevale, Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres (CMulher), Conselhos Municipais dos Direitos da Mulher (Comdim) e dos Direitos e Cidadania do Idoso (CMDCI), Comissões da Mulher e da Criança e Adolescente da OAB/NH, Conselho Tutelar, Guarda Municipal e coletivos.

 

Procuradoria Especial da Mulher

Domingo por Elas