Projeto oficializa galerias de personagens históricos do Legislativo

por Luís Francisco Caselani última modificação 15/04/2020 15h52
15/04/2020 – A Câmara de Novo Hamburgo conta com duas galerias em seu andar térreo destacando nomes que marcaram sua própria história e, por consequência, também a da cidade. No Plenarinho Pedro Thön, todos os presidentes do Legislativo são homenageados com a exposição de seus retratos fotográficos. Já no corredor que leva às cadeiras do Plenário Luiz Oswaldo Bender estão listados os nomes dos vereadores e suplentes que serviram ao Município ao longo dos anos. Para oficializar esses espaços e garantir suas atualizações, a Mesa Diretora deste ano, em coautoria com o vereador Cristiano Coller (PTB), apresentou projeto de resolução que inclui as galerias no Regimento Interno da Câmara.
Projeto oficializa galerias de personagens históricos do Legislativo

Fotos: Jaime Freitas/CMNH

A proposta determina que a foto do último presidente seja descerrada durante uma das três primeiras sessões de quarta-feira do ano. Já a atualização da Galeria das Legislaturas seria feita até a quinta semana de sessões ordinárias dos novos vereadores eleitos. Aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (Cojur), o PR nº 5/2020 já pode ser analisado em plenário, onde só será considerado aprovado com o voto de dez dos 14 vereadores. A atual Mesa Diretora é composta pelo presidente Gerson Peteffi (MDB), o vice Raul Cassel (MDB) e os secretários Semilda dos Santos – Tita (PSDB) e Sergio Hanich (MDB).

Leia também: - Projeto de lei amplia transparência da lista de espera para programas habitacionais

- Proposta padroniza proibições para nomeação em cargos em comissão e funções públicas nos poderes municipais

- Vereadores sugerem desconto na tarifa de água em meses com interrupção de abastecimento

Peteffi também é o autor do PR nº 1/2020, que acrescenta o nome de Orlando Müller ao Salão do Sapateiro, como é chamado o espaço que recebe o restaurante da Câmara. O texto já recebeu parecer favorável da Cojur e está apto para ser apreciado pelos demais vereadores em dois turnos de votação.

Natural de Taquara, Orlando Müller mudou-se para Novo Hamburgo aos 7 anos de idade. Aos 13, iniciou sua vida profissional como sapateiro. Voz forte entre os industriários do segmento calçadista, foi presidente sindical por quase duas décadas e juiz classista durante 12 anos. Müller faleceu em julho de 1995, aos 63 anos.