Janeiro

por Maíra Kiefer última modificação 20/01/2021 18h21

Branco

 

Saúde Mental

O primeiro mês do ano é marcado pela campanha Janeiro Branco, que tem como principal objetivo discutir a saúde mental. O psicólogo Leonardo Abrahão idealizou a iniciativa em 2014. O intuito é levar as pessoas a refletirem sobre suas vidas, e a escolha do mês foi motivada pelo fato de ser um período de ansiedade pelo desejo de cumprir as metas dos 12 meses seguintes e frustração por não ter cumprido todas do ano anterior.  

TV Câmara NH

TV Câmara - Saúde mental foi tema do primeiro Vitalidade do ano 

Roxo

Conscientização sobre a hanseníase


#JaneiroRoxo: campanha mundial de prevenção à hanseníase 💜

28 de janeiro é o Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase, doença infecciosa causada pela Mycobacterium leprae, bactéria que atinge principalmente a pele e os nervos periféricos, com capacidade de ocasionar lesões neurais. Ela é considerada “prima” da tuberculose. Entra no organismo pelas vias respiratórias e se instala na pele e nos nervos. Manifesta-se como manchas brancas, rosas e vermelhas que podem ser apresentar de forma mais elevada ou também como caroços vermelhos.

A partir dos anos 1980, a cura da enfermidade, chamada antigamente de lepra, foi descoberta. O uso da poliquiometerapia (PQT) mudou os prognósticos, ajudando a evitar as sequelas incapacitantes, principalmente nas mãos, pés e olhos. O Brasil ocupa a 2ª posição no mundo em maior número de casos, entre os países que diagnosticam a doença, ficando atrás somente da Índia.

O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza gratuitamente o diagnóstico e o tratamento, feito nas Unidades de Saúde da Atenção Primária. A avaliação médica  é essencialmente clínica, com análise da história do paciente e exame dermatoneurológico (da pele e dos nervos), para avaliação de áreas da pele e/ou manchas com alterações de sensibilidade (ao toque, à dor e à temperatura).

A transmissão ocorre quando uma pessoa com hanseníase, que não faz o tratamento, elimina no ar, por meio da fala, tosse, espirro, o microrganismo, infectando outras pessoas. A doença pode acometer pessoas de ambos os sexos e de qualquer idade. Entretanto, é necessário um longo período de exposição à bactéria, sendo que apenas uma pequena parcela da população infectada realmente adoece. 

TV Câmara NH

TV Câmara – Vitalidade traz esclarecimentos sobre a hanseníase