Vereador de Campo Bom apresenta trabalho realizado enquanto presidente da Câmara

por Luís Francisco Caselani última modificação 24/10/2018 18h13
24/10/2018 – O presidente da Câmara de Campo Bom, Victor Souza, utilizou a tribuna durante a sessão do Legislativo hamburguense desta quarta-feira, 24 de outubro, para detalhar algumas dos avanços celebrados ao longo de sua gestão. O vereador ressaltou conquistas como a descentralização das sessões plenárias, o apoio a lideranças comunitárias e a implementação de sistema de energia solar fotovoltaico para abastecer o prédio utilizado pelo Parlamento.
Vereador de Campo Bom apresenta trabalho realizado enquanto presidente da Câmara

Jaime Freitas/CMNH

Conforme Souza, os investimentos aplicados na implantação do sistema se pagarão dentro de 28 meses. Após esse período, serão quase 30 anos de autossuficiência energética. “Por sempre defendermos o desenvolvimento sustentável, já estudávamos a possibilidade há muitos anos. A colocação das placas de energia fotovoltaica trará uma economia para a cidade. Faremos uma devolução de cerca de R$ 60 mil por ano”, estimou.

O vereador hamburguense Enio Brizola (PT), que convidou Victor Souza a fazer uso da tribuna, disse que a iniciativa tem inspirado outras cidades e tornado Campo Bom referência no assunto. O próprio parlamentar apresentou projeto de lei determinando a instalação de painéis solares em prédios públicos de Novo Hamburgo. A matéria foi aprovada em plenário no início do mês e encaminhada ao Executivo para análise. Victor Souza contou ainda que a Prefeitura de Campo Bom já estuda a criação de uma usina de energia fotovoltaica, que abasteceria escolas municipais e unidades de saúde.

Intercâmbio

A troca de experiências entre vereadores de Novo Hamburgo e Campo Bom tem sido uma constante durante a atual legislatura. Visitas, discursos e ações conjuntas vêm consolidando a relação entre os órgãos legislativos dos municípios vizinhos. Victor Souza inclusive enalteceu a visita do presidente Felipe Kuhn Braun (PDT) em agosto, quando defenderam o estreitamento de vínculos e o intercâmbio de experiências de gestão para o fortalecimento das cidades e da região. “As cidades do Vale do Sinos são mais do que irmanadas. Diferente de outras regiões, somos municípios próximos, todos interligados”, concluiu.

registrado em: