Câmara reafirma adesão ao projeto Calçada Legal

por Tatiane Souza última modificação 17/01/2019 12h45
17/01/2019 – Representantes do Grupo Pensando Novo Hamburgo estiveram reunidos na última semana com o presidente da Câmara, Raul Cassel (MDB), que garantiu o apoio do Legislativo para o projeto Calçada Legal, que busca tornar os passeios públicos acessíveis para deficientes visuais a partir da instalação de piso tátil. De acordo com Cassel, o Parlamento hamburguense deve fazer a adaptação em breve.
Câmara reafirma adesão ao projeto Calçada Legal

Foto: Jaime Freitas/CMNH

O grupo já havia concedido um certificado de reconhecimento à Câmara pela adesão em dezembro, entregue às mãos do então presidente Felipe Kuhn Braun (PDT). O novo encontro, além de reforçar a parceria com o Legislativo, também serviu para expor a preocupação com algumas irregularidades constatadas nas obras de revitalização do Centro no que diz respeito aos passeios públicos e solicitou a ajuda de Raul Cassel para intermediar a questão junto ao Executivo. A ideia é que os problemas sejam revistos antes da obra ser entregue à população. A presidente do Pensando Novo Hamburgo, Rosana Oppitz, também salientou a necessidade de realizar algumas alterações na legislação, buscando adequar as normas regulamentadoras das calçadas às atuais demandas dos cidadãos. Também participaram da reunião Maurício Saul, Susana Maria Marques, Paulo Mossmann, Heitor Dapper e o diretor-geral da Câmara, Deiwid Amaral da Luz.

O grupo

O Pensando Novo Hamburgo surgiu no dia 27 de março de 2003 a partir da iniciativa de membros da comunidade que desejavam fazer mais pela cidade. Voluntários, atuam sobre três pilares básicos: social, comunitário e comercial. Hoje, são mais de cem instituições e empresas representadas e engajadas no movimento, além de profissionais liberais que não recebem nenhum provento e não procuram nenhuma projeção pessoal, porém possuem um objetivo em comum: pensar Novo Hamburgo.

Várias iniciativas marcaram a atuação do Grupo na cidade ao longo desses 15 anos e contribuíram para o desenvolvimento da sociedade hamburguense, como as campanhas O Trem é Nosso, Sinal Vermelho, 100% Iguaçu e Novo Hamburgo Beleza. O trabalho social prossegue com projetos sobre planejamento familiar e gravidez na adolescência, revitalização de escolas, recuperação de praças, combate às pichações e valorização dos grafiteiros, conscientização no trânsito, arborização, escolas profissionalizantes, resíduos sólidos e apenados.


registrado em: