Comissão acompanha impasse de terreno onde pode ser construído espaço para pessoas com síndrome de Down

por Tatiane Souza última modificação 17/08/2018 17h10
15/08/2018 – Os vereadores Enio Brizola (PT) e Professor Issur Koch (PP), respectivamente presidente e relator da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Defesa do Consumidor (Codir), acompanharam a cidadã Gecy Klauck em uma visita a um terreno de sua propriedade no bairro Operário na manhã desta quarta-feira, 15. A integrante do conselho deliberativo da Associação dos Familiares e Amigos do Down Vinte e Um (Afad-21) deseja construir no local um instituto voltado ao atendimento a pessoas com síndrome de Down e seus familiares, mas o local está habitado de forma irregular por um cidadão que pleiteia usucapião da área. Gecy luta pela retomada do terreno, que possui 647,56 metros quadrados.
Comissão acompanha impasse de terreno onde pode ser construído espaço para pessoas com síndrome de Down

Foto: Tatiane Lopes/CMNH

A proprietária já havia participado de uma reunião no Legislativo hamburguense, acompanhada da advogada Caira Buratti. Segundo Gecy, o sonho é construir um instituto que seja maior e mais abrangente que a Afad-21 e que inclua capacitação de profissionais que atuam com essa faixa da população. A proprietária do terreno também valida a proposta de permutar o terreno com outra área da Prefeitura.

De acordo com o vereador Enio Brizola, a comissão, que também é composta por Enfermeiro Vilmar (PDT), solicitará pedido de informação ao Executivo averiguando a possibilidade de permuta de imóvel ou cedência de espaço para a construção do instituto.

Professores do colégio Vila Becker pedem abertura de rua

As professoras Marcia Wickert e Noeli Weissheimer aproveitaram a presença dos parlamentares no entorno e solicitaram a limpeza da rua ao lado da escola – e que faz fronteira com o terreno de propriedade de Gecy Klauck. “Estamos impedidos de acessar a escola pelas avenida Nações Unidas. Embora não pareça, essa área aqui é uma rua”, disseram sobre a continuação da rua Bento Manoel. Enio Brizola e Professor Issur também devem encaminhar à Prefeitura pedido de providência para que a via seja limpa, roçada e avaliada.

Entenda melhor o caso