Câmara enaltece neurocirurgião que operou gratuitamente adolescente com AVC hemorrágico

por Luís Francisco Caselani última modificação 05/07/2021 21h11
05/07/2021 – Morador do bairro Boa Saúde, o estudante Deivid Maciel, de 14 anos, sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico na madrugada do dia 22 de maio. A corrida de seus familiares por atendimento encontrou um final feliz nas mãos do neurocirurgião Sandro de Medeiros. O médico se deparou com o adolescente em coma no Hospital Regina e constatou a necessidade de procedimento cirúrgico urgente para a drenagem do sangramento. A operação, que evitou a morte do jovem, foi feita gratuitamente. Emocionado com a história, o vereador Enio Brizola (PT) elaborou uma moção de aplauso ao médico. O texto, que levou a assinatura dos demais parlamentares, foi aprovado pela Câmara nesta segunda-feira, 5.
Câmara enaltece neurocirurgião que operou gratuitamente adolescente com AVC hemorrágico

Foto: Daniele Souza/CMNH

Brizola conta que o jovem e sua família reencontraram Medeiros na última semana. “Eles tiveram a oportunidade de expressar sua extrema gratidão ao ato que hoje possibilita a saúde de Deivid. Certamente a recompensa do médico é a gratidão e o sorriso do jovem e de seus pais”, salienta o vereador. “Em tempos de mercantilização da saúde, um caso desses precisa ser registrado. Demonstra o amor pela vida e o cumprimento ao juramento médico. O gesto deve ser destacado para que surjam outros”, enfatizou Brizola.

O médico e vereador Gerson Peteffi (MDB) corroborou as palavras do colega. “Quero deixar meu agradecimento ao cirurgião por sua decisão, capacidade técnica e humanidade”, frisou o parlamentar. Felipe Kuhn Braun (PP), Ito Luciano (PTB) e Ricardo Ritter (PSDB) também salientaram o valor da atitude tomada por Medeiros.

Leia na íntegra a Moção nº 57/2021.

O que é uma moção?

A Câmara se manifesta sobre determinados assuntos – aplaudindo ou repudiando ações, por exemplo – por meio de moções. Esses documentos são apreciados em votação única e, caso sejam aprovados, cópias são enviadas às pessoas envolvidas. Por exemplo, uma moção louvando a apresentação de determinado projeto no Senado pode ser enviada ao autor da proposição e ao presidente daquela casa legislativa.