Câmara aprova moção em apoio ao Dia do Orgulho LGBTQIA+

por Luís Francisco Caselani última modificação 30/06/2021 16h03
30/06/2021 – A última segunda-feira, 28, marcou o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+. A data faz referência à Rebelião de Stonewall Inn, protesto ocorrido em 1969 em reação à abordagem violenta de policiais contra membros da comunidade na cidade de Nova York. Desde então, o 28 de junho tornou-se símbolo de luta, visibilidade e conquista de direitos. Nesta quarta-feira, 30, a Câmara de Novo Hamburgo aprovou moção de apoio ao movimento. O texto, elaborado por Enio Brizola (PT), recebeu o voto favorável de todos os parlamentares.
Câmara aprova moção em apoio ao Dia do Orgulho LGBTQIA+

Foto: Tatiane Lopes/CMNH

“Mesmo com os avanços na conquista de direitos, a população LGBTQIA+ ainda é marginalizada e excluída dos espaços educacionais, sociais e políticos, por conta do preconceito e discriminação”, salienta Brizola. O vereador lembra que Novo Hamburgo conta também, desde 2016, com o Dia Municipal de Combate à Homofobia, celebrado em 17 de maio. “O reconhecimento e o respeito às diversidades e à pluralidade constituem um pilar fundamental na consolidação da democracia”, sustenta o parlamentar.

Na tribuna, Enio Brizola lamentou ainda ter que acompanhar tristes notícias de intolerância e discriminação. “Ainda hoje pessoas são espancadas por não terem suas orientações sexuais aceitas. Pessoas trabalhadoras, religiosas, que pagam seus impostos, mas que são perseguidas e mortas. Vamos gastar energia procurando viver em paz e em harmonia. E, claro, lutando por políticas públicas e por ampliação de direitos de toda uma comunidade que, muitas vezes, vive à margem da sociedade”, reforçou.

Cópias da Moção nº 54/2021, que leva ainda as assinaturas dos vereadores Fernando Lourenço (PDT), Gustavo Finck (PP) e Joel Gross (PSDB), serão endereçadas à prefeita Fátima Daudt e ao secretário municipal de Desenvolvimento Social, Eliton Ávila.

O que é uma moção?

A Câmara se manifesta sobre determinados assuntos – aplaudindo ou repudiando ações, por exemplo – por meio de moções. Esses documentos são apreciados em votação única e, caso sejam aprovados, cópias são enviadas às pessoas envolvidas. Por exemplo, uma moção louvando a apresentação de determinado projeto no Senado pode ser enviada ao autor da proposição e ao presidente daquela casa legislativa.