Assinatura para início do complexo de integração intermodal deve ocorrer até novembro

por Maíra Kiefer última modificação 23/10/2018 17h52
23/10/2018 – Em reunião realizada nesta terça-feira, dia 23, Jorge Luiz Thomaz de Souza, chefe de gabinete da presidência da Trensurb, informou que até o final do mês deverá ser assinado junto à Prefeitura o contrato para o início dos trabalhos do complexo de integração intermodal da estação Novo Hamburgo, para o qual estão previstos um terminal de ônibus e um centro de compras. Após apontamentos do Executivo, adequações à proposta foram realizadas. As informações foram divulgadas durante encontro realizado com a vereadora e procuradora especial da Mulher, Patricia Beck (PPS), e a servidora do Legislativo Carolyne Andersson. A parlamentar foi à sede da empresa metroviária em Porto Alegre para tratar de questões referentes à campanha “Fale agora ou podem te calar para sempre” contra violência doméstica.
Assinatura para início do complexo de integração intermodal deve ocorrer até novembro

Crédito: Alex Penz/CMNH

No começo de junho, o diretor-presidente da Trensurb, David Borille, sinalizou que construiria alternativas para auxiliar o trabalho de divulgação da Procuradoria Especial da Mulher. “Eles colocaram salas das estações de trem à disposição e nos disponibilizaram gratuitamente um vagão para plotagem com a campanha, atingindo milhares de mulheres diariamente”, comentou. Hoje, Souza indicou que auxiliará o Legislativo hamburguense também na busca por empresas que façam a impressão do material para ser adesivado no trem sem onerar os cofres públicos. Até o mês de dezembro as peças da campanha devem continuar sendo veiculadas por meio de cartazes, marcadores de páginas, banners, entre outros. 

A cedência do espaço nas estações, por sua vez, viabilizará projeto-piloto para implantação de um posto voltado a vulneráveis da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam). No dia 1º de outubro, o diretor da 3ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana, delegado Rosalino Constante Seara, a delegada titular da Deam, Raquel Peixoto, o gerente de Projetos Especiais da Trensurb, Paulo Ricardo Lima Lomando, a advogada e coordenadora do Movimento #Paz, Gabriela Streb, a psicóloga Camila Vettorazzi Campos e o relações-públicas Alexsander Penz Mendes, representando a procuradora especial da Mulher do Legislativo hamburguense, Patricia Beck.,visitaram estações de trem de Novo Hamburgo para verificar a melhor localização para esse braço de apoio no acolhimento e denúncia da violência doméstica.

Complexo de integração intermodal

Em janeiro de 2017, a Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A. e o consórcio Verdi-Cádiz apresentaram à Prefeitura de Novo Hamburgo o projeto do complexo de integração intermodal junto à estação Novo Hamburgo. Conforme dados da Trensurb, a proposta prevê a construção de um centro comercial com 5,7 mil metros quadrados e área de integração de 13,1 mil metros quadrados num terreno de 14,4 mil metros quadrados, com um investimento estimado de R$ 12 milhões por parte do consórcio Verdi-Cádiz. A previsão inicial era de que o complexo contaria com espaço para 20 ônibus, bicicletário com 32 vagas, 4 vagas para táxi, 7 vagas para moto-táxi, estacionamento para automóveis particulares com cerca de 260 vagas e aproximadamente 230 espaços comerciais.

Para efetuar a desapropriação da área a ser utilizada, a Trensurb desembolsou aproximadamente R$ 10 milhões e, por meio de processo licitatório, concedeu a exploração do espaço para o consórcio Verdi-Cádiz por 30 anos, pelo valor de R$ 29,4 mil mensais.