Alunos da escola Machado de Assis aprendem sobre cidadania em palestra do Projeto Vereador Mirim

por Tatiane Souza última modificação 25/04/2019 20h01
25/04/2019 – A aluna Maria Clara Schmitt de Souza participou na tarde desta quinta-feira, 25, no Plenário da Câmara, juntamente a outros estudantes do 6º ano da Escola Municipal de Educação Fundamental (EMEF) Machado de Assis, da fase de palestras da terceira edição do Projeto Vereador Mirim, uma iniciativa da Escola do Legislativo juntamente à Secretaria Municipal de Educação (Smed). Para a estudante, de apenas 11 anos, a ação ajuda as crianças a entenderem melhor a política e o que é feito em Novo Hamburgo. “A partir de agora poderemos expressar o que acreditamos ser melhor para a cidade”, disse.
Alunos da escola Machado de Assis aprendem sobre cidadania em palestra do Projeto Vereador Mirim

Fotos: Maíra Kiefer/CMNH

O Projeto Vereador Mirim, voltado para alunos do 6º ao 9º ano da rede municipal de ensino, tem por objetivo incentivar a participação do jovem na política, fazendo com que os estudantes compreendam o papel do Poder Legislativo Municipal e tenham conhecimento dos aspectos políticos da sociedade brasileira. Na palestra, a diretora da Escola do Legislativo, Maria Carolina P. Seitenfus Hagen, fala sobre direitos e deveres, divisão dos poderes, atribuições dos vereadores e a importância da participação dos cidadãos da vida política da cidade, Estado e País. 

Confira o cronograma do Projeto Vereador Mirim 2019 

Saiba mais sobre o Projeto Vereador Mirim 

Acesse a Revista do Vereador Mirim 2019

Felipe Kuhn Braun (PDT) recepcionou a escola e contou que é o vereador mais novo da atual legislatura. “É com muito entusiasmo que estamos aqui lutando por diversas demandas da cidade”, disse. O vereador, que é presidente da Comissão de Educação da Casa, ressaltou que o Vereador Mirim também aborda conceitos de cidadania. “Vocês vão descobrir na palestra e na visita institucional como as ideias se tornam projetos de lei e indicações ao Executivo. Com certeza, multiplicarão na escola, no bairro e na família os conhecimentos adquiridos hoje. Estamos sempre em um eterno aprendizado. Conhecimento nunca ocupa espaço e é importante para a trajetória pessoal e profissional de vocês”, destacou. Felipe encerrou sua fala apontando a importância de as mulheres estarem, cada vez mais, inseridas na política. 

“Vocês nos alegram de estarem aqui hoje, aprendendo fora da sala de aula, com o auxílio dos professores, como funciona o Poder Legislativo. Aqui é uma extensão da casa de vocês. Entender o caminho das ideias até que se tornem leis é fundamental. As escolas têm aproveitado muito este momento e vocês estão tendo a oportunidade de aprender, desde cedo, a importância da participação popular. Só podemos cobrar se participamos, se conhecemos a causa. Estudem, o conhecimento nunca pode ser retirado de nós”, aconselhou a vereadora Semilda dos Santos – Tita (PP), também integrante da Comissão de Educação da Casa, durante sua fala aos estudantes. 

Professora de apoio pedagógico e anos iniciais da EMEF Machado de Assis, Vanessa Rodrigues da Silva salientou que o projeto faz com que os estudantes entendam que a política é um ato que todos praticam e que mesmo crianças podem ser protagonistas. “É importante porque a ação aproxima desse conceito que parece tão distante, mas que não está longe da realidade deles. Política não é um bicho de sete cabeças”, comparou. A docente disse que os alunos estão animados em participar do projeto, principalmente porque consideram o vereador uma figura muito importante para o Município. “Eles estão se sentindo importantes também”, afirmou. 

Também participante da palestra, a aluna Isadora Ribeiro está muito interessada na iniciativa. Ela destacou que, se for vereadora mirim, atuará na melhoria das questões ambientais da cidade, como na educação e conscientização dos cidadãos para não queimarem nem jogarem lixo no chão.   

“Aproveitem este momento. Hoje é o primeiro passo de um trabalho que terá desdobramento na escola”, frisou a assessora do Ensino Fundamental da Região Norte da secretaria de Educação, Suellen Peres. Ainda representando a Smed, o assessor técnico-pedagógico, Dionísio Hatzenberger, aproveitou o momento para destacar aspectos fundamentais da evolução da vida em sociedade, trazendo uma visão histórica sobre a política.

Aplicativo sobre iluminação pública

Os alunos do 3º ano da escola também prestigiaram a palestra. Segundo a professora Adriana Weber, titular da turma, mesmo sem participar do Projeto Vereador Mirim, eles vieram conhecer melhor o trabalho desenvolvido pelos parlamentares porque estão desenvolvendo um aplicativo na aula de informática com o objetivo de comunicar diretamente à secretaria de Obras do Município problemas relacionados à iluminação pública. 

Após a palestra, os estudantes realizaram uma visita institucional pelos andares da Câmara, onde conheceram os gabinetes dos vereadores, os setores administrativos e a TV Câmara.

Estágios do projeto

Após a participação das sete escolas na etapa de palestras, terá início a fase nas escolas, na qual o material pedagógico elaborado pela comissão de apoio, formada por servidores da Casa e da Smed, é trabalhado em sala de aula, culminando na eleição dos vereadores mirins. 

Cada escola possui autonomia para definir seu processo eleitoral e eleger dois representantes e um suplente. Em seguida, é realizada uma cerimônia de diplomação. Por fim, os vereadores mirins se reúnem no Plenário Luiz Oswaldo Bender e apresentam seus projetos, requerimentos, indicações e pedidos de providências solicitando melhorias para suas escolas, seus bairros e o Município como um todo. 

A novidade este ano será a oficina de capacitação destinada aos professores responsáveis pela proposta nas escolas. “O intuito é que eles estejam melhor preparados para auxiliar os alunos no momento de elaboração das proposições legislativas, que serão apresentadas na Sessão do Vereador Mirim, prevista para 29 de outubro”, explicou a diretora Maria Carolina.