Vítima fatal da Covid-19, presidente do Clube do Fusca é homenageado na tribuna

por Tatiane Souza última modificação 30/08/2021 22h29
30/08/2021 - O advogado Diogo Boos, diretor-técnico do Clube do Fusca Novo Hamburgo, fez uso da tribuna na sessão desta segunda-feira, 30, para homenagear o ex-presidente do clube, Daniel Premaor, vítima da Covid-19. Preamor participou em 2003, a pedido da Prefeitura, do primeiro encontro nacional de veículos antigos, realizado nos pavilhões da Fenac – hoje conhecido como Expoclassic. E um de seus últimos projetos foi a Kombi do Bem, que arrecada alimentos para beneficiar pessoas em vulnerabilidade social, em especial crianças e idosos. Emocionado, Boss destacou que o amigo era uma pessoa do bem, preocupada com o próximo, muito dedicado à família, e que sempre ficará nos corações de quem com ele conviveu.
Vítima fatal da Covid-19, presidente do Clube do Fusca é homenageado na tribuna

Foto: Jaime Freitas/CMNH

Trajetória 

Daniel Preamor nasceu em 21 de agosto de 1967 em Novo Hamburgo. Casado com Marisa e pai de Lucas e Marina, faleceu no dia 27 de julho deste ano vítima da Covid-19. Ele estudou na Fundação Liberato, onde se formou Técnico em Química, e trabalhou no Polo Petroquímico até a sua aposentadoria. Desde muito cedo, se interessava por carros antigos. Em 1996, comprou seu primeiro carro de coleção, uma Bel Air, ano 1957. Em 2012, entrou para o Clube do Fusca de NH. Em 2013, foi um dos idealizadores do Fusca Show. Em 2014, fundou a Associação Brasileira de Veículos antigos (TopClassic). Também integrou a Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA).

Segundo destacou Boos, desde os anos 2000, Daniel Preamor participou de forma ativa dos eventos de carros antigos, onde fez intercâmbio com colecionadores de vários estados e países. “Sempre divulgou o nome de Novo Hamburgo, inclusive em eventos de tiro esportivo, no qual teve forte representação”, contou . 

Em 2021, ele encerraria sua segunda gestão como presidente do Clube do Fusca. 

 

Tribuna Popular

Durante as sessões ordinárias, pessoas previamente inscritas também têm direito à fala, por meio do expediente da Tribuna Popular. As inscrições devem ser feitas junto à Secretaria da Casa, no terceiro andar, a partir do preenchimento de uma solicitação. As datas serão estabelecidas conforme disponibilidade de agenda.