Vereadores aprovam criação da Semana Municipal das Artes Marciais

por Jaime Freitas última modificação 02/08/2021 19h28
02/08/2021 – Em meio à disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio, a Câmara de Novo Hamburgo aprovou nesta segunda-feira, 2, por 7 votos a 6, em primeira votação, projeto de lei que institui a Semana Municipal das Artes Marciais. A proposta, idealizada pelo vereador Gustavo Finck (PP), defende a divulgação dos benefícios das diferentes modalidades tanto para o corpo quanto para a mente a partir da organização de competições e apresentações em praças públicas. De acordo com o projeto, as atividades deverão ser realizadas sempre na última semana de agosto. Os votos contrários foram dos vereadores Darlan Oliveira (PDT), Fernando Lourenço (PDT), Ito Luciano (PTB), Ricardo Ritter - Ica (PSDB), Semilda Tita (PSDB) e Vladi Lourenço (PSDB).
Vereadores aprovam criação da Semana Municipal das Artes Marciais

Foto: Daniele Souza/CMNH

Estamos oportunizando espaço para divulgar e intercambiar informações, conceitos e melhores técnicas e práticas sobre essas modalidades. Além disso, estaremos projetando o nome da nossa cidade, de forma a receber ou sediar esses encontros e eventos”, justifica Finck. Além de atividades esportivas, a semana também abarcará a realização de seminários, simpósios, palestras e homenagens a professores e alunos. As atividades devem ter promoção conjunta da Prefeitura com academias, estúdios, escolas e demais entidades interessadas.

Apesar da aprovação, o Projeto de Lei nº 47/2021 passará por nova votação nesta quarta, 4.


Esportes olímpicos

Cinco das artes marciais descritas pelo PL compõem o quadro de modalidades dos Jogos Olímpicos. Duas delas já garantiram medalhas ao Brasil em Tóquio. Os gaúchos Daniel Cargnin e Mayra Aguiar conquistaram o bronze em suas respectivas categorias no judô. No boxe, o paulista Abner Teixeira e o baiano Hebert Conceição confirmaram vaga nas semifinais e já asseguraram medalha, faltando apenas definir a cor. Karatê, luta e taekwondo também integram o programa olímpico.

 

A aprovação em primeiro turno

Na Câmara de Novo Hamburgo, os projetos são sempre apreciados em plenário duas vezes. Um dos objetivos é tornar o processo (que se inicia com a leitura da proposta no Expediente, quando começa sua tramitação) ainda mais transparente. O resultado que vale de fato é o da segunda votação, geralmente realizada na sessão seguinte. Assim, um projeto pode ser aprovado em primeiro turno e rejeitado em segundo – ou vice-versa.

registrado em: