Proposta aprovada revoga proibição ao uso de celular durante atendimento em agências bancárias

por Luís Francisco Caselani última modificação 05/07/2021 21h05
05/07/2021 – A Câmara de Novo Hamburgo aprovou por unanimidade nesta segunda-feira, 5, substitutivo elaborado pelo vereador Gustavo Finck (PP) que revoga a Lei Municipal nº 2.311. A norma, vigente desde 2011, proíbe a utilização de celulares e outros aparelhos de transmissão e recebimento de dados no interior das agências bancárias da cidade durante o atendimento a clientes. Finck argumenta que a existência da lei impede a disponibilização de internet sem fio nos estabelecimentos, dificultando o acesso dos cidadãos a informações. O texto será novamente analisado nesta quarta, 7, em votação final.
Proposta aprovada revoga proibição ao uso de celular durante atendimento em agências bancárias

Foto: Daniele Souza/CMNH

“Atualmente, esse meio de comunicação é o mais usado na vida das pessoas. Muitas vezes, constam no próprio aparelho celular dados importantes de acesso a determinadas contas. O acolhimento desta proposta é fundamental para que possamos possibilitar aos cidadãos hamburguenses um melhor acesso aos serviços bancários”, reforça o vereador.

Ricardo Ritter (PSDB) lembrou que, quando a Lei nº 2.311/2011 foi aprovada, havia a preocupação com o uso dos celulares para a articulação de roubos na saída das agências. “Nos últimos 10 anos, houve uma mudança muito grande nas telecomunicações. A lei ficou ultrapassada. Concordo com sua revogação”, afirmou o tucano.

Leia na íntegra o Substitutivo nº 8/2021.

A aprovação em primeiro turno

Na Câmara de Novo Hamburgo, os projetos são sempre apreciados em plenário duas vezes. Um dos objetivos é tornar o processo (que se inicia com a leitura da proposta no Expediente, quando começa sua tramitação) ainda mais transparente. O resultado que vale de fato é o da segunda votação, geralmente realizada na sessão seguinte. Assim, um projeto pode ser aprovado em primeiro turno e rejeitado em segundo – ou vice-versa.

registrado em: