Plenário da Câmara sediará seminário sobre a defesa do bem comum

por Luís Francisco Caselani última modificação 13/03/2019 16h55
13/03/2019 – O diretor de Formação para o Bem Comum da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal do Rio Grande do Sul (Apcef/RS), Marcos Todt, fez uso da tribuna durante a sessão desta quarta-feira, 13 de março, para convidar a comunidade hamburguense para o sétimo seminário da campanha Em Defesa do Bem Comum. Percorrendo o Estado, a atividade chega a Novo Hamburgo na próxima quinta-feira, dia 21. O evento será realizado a partir das 18h30min no Plenário da Câmara, na rua Almirante Barroso, 261, no Centro.
Plenário da Câmara sediará seminário sobre a defesa do bem comum

Foto: Tatiane Lopes/CMNH | Foto abaixo: Maíra Kiefer/CMNH

O debate deve contar com a participação da secretária da Mulher Trabalhadora da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras do Rio Grande do Sul (Fetrafi/RS), Cristiana Garbinatto, e da ex-coordenadora do Centro de Referência em Direitos Humanos da Defensoria Pública do Estado Mariana Cappellari. De acordo com Todt, o objetivo da campanha, que existe há cerca de um ano, é auxiliar na resistência aos ataques contra direitos sociais e humanos. “Achamos que é cada vez mais importante debatermos essas questões coletivamente. Precisamos reafirmar os direitos coletivos, sociais e humanos para que possamos desenvolver projetos que visem ao bem comum”, explicou.

O vereador Enio Brizola (PT) elogiou a iniciativa e aproveitou o momento para solicitar apoio a uma demanda do Município. O parlamentar destacou a situação de uma área pertencente à Caixa Econômica Federal no bairro Canudos, que já serviu de sede para uma empresa de calçados e para a Fábrica da Cidadania – projeto mantido pela Prefeitura –, e questionou se a Apcef/RS conseguiria interceder junto à instituição de forma a intensificar o diálogo. “Recebo com muita alegria essa campanha e a possibilidade de agregação, colocando questões da cidade. Temos um prédio público em completo abandono. Já encaminhamos essa situação para o Ministério Público e conversamos com o setor de patrimônio da Caixa. Esse é um prédio que poderia estar a serviço de programas sociais e culturais”, salientou.

Tribuna Popular

Durante as sessões ordinárias, pessoas previamente inscritas também têm direito à fala, por meio do expediente da Tribuna Popular. As inscrições devem ser feitas junto à Secretaria da Casa, no terceiro andar, a partir do preenchimento de uma solicitação. As datas serão estabelecidas conforme disponibilidade de agenda.