Em vista projeto que cria Semana Municipal das Artes Marciais em Novo Hamburgo

por Tatiane Souza última modificação 30/08/2021 20h29
30/08/2021 – O projeto de lei que institui a Semana Municipal das Artes Marciais, proposta idealizada pelo vereador Gustavo Finck (PP), está em vista de 15 dias. A solicitação partiu de Ricardo Ritter – Ica (PSDB) na sessão desta segunda-feira, 30. Na matéria, o progressista defende a divulgação dos benefícios das diferentes modalidades tanto para o corpo quanto para a mente a partir da organização de competições e apresentações em praças públicas. De acordo com o projeto, as atividades deverão ser realizadas sempre na última semana de agosto.
Em vista projeto que cria Semana Municipal das Artes Marciais em Novo Hamburgo

Foto: Jaime Freitas/CMNH

Estamos oportunizando espaço para divulgar e intercambiar informações, conceitos e melhores técnicas e práticas sobre essas modalidades. Além disso, estaremos projetando o nome da nossa cidade, de forma a receber ou sediar esses encontros e eventos”, justifica Finck. Além de atividades esportivas, a semana também abarcará a realização de seminários, simpósios, palestras e homenagens a professores e alunos. As atividades devem ter promoção conjunta da Prefeitura com academias, estúdios, escolas e demais entidades interessadas. 

Leia o Projeto de Lei nº 47/2021 na íntegra. 

Esportes olímpicos

Cinco das artes marciais descritas pelo PL compuseram o quadro de modalidades dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Duas delas garantiram medalhas ao Brasil. Os gaúchos Daniel Cargnin e Mayra Aguiar conquistaram o bronze em suas respectivas categorias no judô. No boxe, foram três medalhas: ouro para o baiano Hebert Conceição, prata para a também baiana Bia Ferreira e bronze para o paulista Abner Teixeira. Karatê, luta e taekwondo completaram a lista de artes marciais no programa olímpico.

Pedido de vista

Todo e qualquer vereador tem direito a pedir vista de determinada proposição, mediante requerimento aprovado em plenário, adiando sua votação no intuito de conceder maior prazo para análise. Uma matéria pode receber no máximo dois pedidos de vista de até 15 dias cada. O expediente não é válido, contudo, para proposições votadas em regime de urgência ou cuja permanência junto a comissão pertinente tenha extrapolado o prazo regimental de 45 dias.

registrado em: ,