Cidadã usa Tribuna Popular e destaca não cumprimento da Lei do sossego alheio

por Jaime Freitas última modificação 17/02/2020 21h57
17/02/2020 – A cidadã Jovita da Silva de Paula usou a Tribuna Popular na sessão desta segunda-feira, 17, para falar sobre o não cumprimento da Lei do Sossego alheio. Ela também discorreu sobre a existência de um estabelecimento que funciona 24h.
Cidadã usa Tribuna Popular e destaca não cumprimento da Lei do sossego alheio

Foto: Tatiane Lopes/CMNH

"O que me traz aqui é um pedido de providências, emergencial. Já faz quase três anos que eu estou tentando resolver um problema junto a diversos órgãos públicos, que se encontra, ainda, sem solução. Eu vim morar aqui em Novo Hamburgo, onde adquiri um apartamento no Centro. Ao lado do prédio onde moro, tem uma Pet Shop  que não respeita a lei alguma. Eu reclamei inúmeras vezes e já fiz de tudo, seja pessoalmente, por telefone, por e-mail, até uma carta eu escrevi, pedindo um pouco de respeito, pois o barulho que o local causa, durante quase toda noite, está perturbando tanto a minha vida nesse prédio que, hoje, eu estou sendo ameaçada de morte. É por isso que eu vim aqui. Tentei falar com a síndica do prédio, que sumiu e não deu nem resposta. Fui à administradora, eles fizeram coro com a síndica do prédio e não me deram retorno. Eu me vi na obrigação de procurar a polícia, pois fui ameaçada por reclamar por um direito que tenho como cidadã, pagadora de impostos. Nunca imaginei que eu fosse até uma delegacia para fazer esse tipo de ocorrência, mas as situações assim são absurdas. Fui à Prefeitura para reclamar do estabelecimento e de novo fui mal atendida. Ignoram os meus protocolos. E, inclusive, liguei para lá reclamando, pedindo para que tomem alguma providência. Peço a ajuda de vocês, aqui nesta Casa, para que deem algum encaminhamento à minha causa", relatou a cidadã. 

Os parlamentares comprometeram-se a dar prosseguimento adequado à demanda da cidadã nas comissões permanentes da Casa.

Tribuna Popular

Nas sessões, pessoas previamente inscritas também podem falar na tribuna, por meio da Tribuna Popular. As inscrições devem ser feitas na Secretaria da Casa, terceiro andar, preenchendo uma solicitação. As datas serão estabelecidas de acordo com a agenda.