Campanha para ampliar acervo de literatura da Biblioteca Municipal será lançada nesta quarta

por Maíra Kiefer última modificação 10/07/2019 09h38
09/07/2019 – Prestes a ter suas portas abertas novamente para a população, a Biblioteca Pública Municipal Machado de Assis receberá nesta quarta-feira, dia 10, o apoio oficial do Legislativo para uma ação que objetiva ampliar seu acervo de obras literárias. Intitulada "Já imaginou ajudar alguém a embarcar nessa aventura?", a campanha, criada pela Câmara, será lançada durante a sessão plenária pelo presidente da Casa, vereador Raul Cassel (MDB), com a presença do titular da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), Ralfe Cardoso.

Com materiais gráficos elaborados pela equipe de Comunicação, sem custos adicionais, a iniciativa deverá ser veiculada nas redes sociais de ambos os poderes, além de ser divulgada nos jornais locais e na TV Câmara NH, canal 16 da Net. Foram feitos cartazes, marcadores de página, comercial e card para ser enviado por WhatsApp e publicado no Facebook e Instagram.

O diretor da Câmara, Deiwid Amaral da Luz, esclareceu que a proposta resulta de uma atualização do projeto Compartilhando o Saber, instituído por meio do Decreto Legislativo n° 10/2014, que visava à arrecadação e doação de livros em prol da Biblioteca Pública. Na ocasião, foi instituída a Semana Compartilhando o Saber, que seria realizada junto ao Dia Nacional do Livro, 29 de outubro, por sugestão do presidente à época, Naasom Luciano. Há cinco anos, muitos títulos didáticos foram destinados ao acervo. Desta vez, a ideia é concentrar a ampliação em volumes de prosa e verso.

Acervo

A bibliotecária Maria Denise Mazzali Konarzewski, responsável pelo espaço de leitura e conhecimento, apontou que o acervo de literatura totaliza 13.034 títulos, sendo 8.872 obras destinadas a adultos e 4.162 ao público infantojuvenil. Se somados a livros de não-ficção, a quantidade total chega a 42.828. Conforme o relato da profissional, nos últimos nove anos foi contabilizada a não devolução de 1.797 exemplares. Para repor essas obras extraviadas, a campanha busca incrementar as opções disponíveis de romances, novelas, contos e poesia para os leitores registrados. Denise acrescentou que, em média, 14 mil livros são emprestados por ano.

Reforma

Situada em prédio de 1908, a biblioteca passou a ser sediada na Praça da Bandeira, 66, no Centro, a partir de 18 de fevereiro de 1982. Entre 1909 e 1921, o local abrigou uma escola, e foi tombado como patrimônio público em 1978. Em obra desde agosto de 2018, o prédio terá o acesso ao público liberado, após uma série de melhorias, no próximo mês. A Secult informou que foi feita a troca do telhado, impedindo que as estantes e materiais nelas expostos voltem a ser atingidos pela chuva; adaptação dos banheiros, visando à acessibilidade, além de entrada ao prédio com piso tátil; reforma do anexo que abrigará o Arquivo Público; informatização do sistema (em processo); adaptação da rede lógica (em processo); e nova entrada de energia elétrica. “O sistema foi modernizado e a disposição interna também está alterada. Teremos programação continuada e ampliaremos a política de livro e leitura”, informou o secretário.

Saiba mais

As doações devem ser feitas na Câmara, na rua Almirante Barroso, 261, no Centro, de segunda a sexta, das 9h às 18h. Mais informações pelo telefone 3594-0522.