Câmara suspende sessão da próxima quarta devido à bandeira vermelha

por Daniele Silva última modificação 17/11/2020 12h26
17/11/2020 – Depois de dois meses, Novo Hamburgo volta a ser classificado como bandeira vermelha no modelo de Distanciamento Controlado do Governo do Estado. O mapa definitivo da 28ª semana foi divulgado na tarde desta segunda-feira, dia 16, pelo Gabinete de Crise do Executivo gaúcho e aponta sete regiões em vermelho. Em função disso, o Legislativo hamburguense não realizará sessão ordinária nesta quarta, 18. A próxima plenária acontecerá na segunda-feira, 23 de novembro.
Câmara suspende sessão da próxima quarta devido à bandeira vermelha

Foto: Samuel Quintana/CMNH

A equipe técnica responsável por avaliar os indicadores indeferiu recurso encaminhado pela Associação dos Municípios do Vale do Sinos (Amvars). O Rio Grande do Sul fica com sete regiões em bandeira vermelha e 14 em bandeira laranja. Com essa definição, 25,8% da população gaúcha, quase três milhões de pessoas, encontra-se em localidades classificadas como de risco epidemiológico alto: Novo Hamburgo, Santo Ângelo, Santa Rosa, Capão da Canoa, Canoas, Cruz Alta e Ijuí. As bandeiras da 28ª semana são válidas até as 23h59 de segunda-feira, 23. As restrições no comércio e serviços da cidade, no entanto, seguem as medidas de flexibilização previstas no protocolo regional de cogestão adotado pela Amvars. Além de Novo Hamburgo, integram a região as cidades de Araricá, Campo Bom, Dois Irmãos, Estância Velha, Ivoti, Lindolfo Collor, Morro Reuter, Nova Hartz, Portão, Presidente Lucena, São José do Hortêncio, São Leopoldo, Santa Maria do Herval e Sapiranga.

Conforme o Painel Coronavírus RS, até esta segunda-feira o Rio Grande do Sul registrava quase 280 mil infectados com o novo coronavírus e 6.243 óbitos decorrentes da Covid-19. Dados divulgados pela Prefeitura apontavam Novo Hamburgo com 8.014 casos confirmados e 211 mortes provocadas pela doença.