Câmara realiza palestra sobre comunicação não violenta nesta sexta

por Tatiane Souza última modificação 25/10/2019 14h44
25/10/2019 – A Câmara de Novo Hamburgo, por meio da Escola do Legislativo, promoveu na manhã desta sexta-feira, 25, no Plenário Luiz Oswaldo Bender, a palestra “Vamos aprender a conversar? A comunicação não violenta (CNV) nas relações interpessoais”. A atividade, ministrada pela relações-públicas Vivian Laube, profissional com vasta formação e atuação na área, foi aberta a toda comunidade hamburguense. O presidente da Casa, Raul Cassel (MDB), destacou a importância dos momentos de capacitação pessoal. “Lidamos no dia a dia com pessoas, temos muitas relações, muitas vezes conflitantes, e temos de aprender a conviver com elas”, apontou.
Câmara realiza palestra sobre comunicação não violenta nesta sexta

Foto: Maíra Kiefer

Ainda durante a abertura da palestra, Cassel desejou que os presentes aproveitassem o momento. “Que vocês levem os ensinamentos para o trabalho, para a convivência familiar, para a vida de vocês. Temos de criar momentos de capacitação pessoal, além da capacitação técnica. O mercado de trabalho, atualmente, busca por pessoas versáteis, que têm conhecimento, mas que conseguem ir além do seu cantinho, que querem aprender, resilientes, sempre dispostas a ser pessoas melhores”, finalizou. 

Diretor da Escola do Legislativo, Artêmio Ademar Friedrich falou sobre a trajetória profissional da palestrante, que se definiu como uma apaixonada por comunicação não violenta. “Quando as pessoas se olham de verdade há uma conexão muito forte, com a explosão de diversos sentimentos. E esse é um dos objetivos da CNV - gerar mais conexão entre as pessoas”, disse Vivian. 

Dentre os ensinamentos da CNV, Vivian também frisou a importância da empatia que, segundo ela, é escutar o outro até o fim. Escutar para compreender em vez de escutar para responder. “Conselho só damos se a pessoa pedir. Precisamos aprender a escutar e, ao final da conversa, perguntar se podemos apoiar de alguma maneira. Ter presença e ser escuta. Isso muda as nossas relações”, ponderou a palestrante. Sobre as relações interpessoais, ainda salientou que em uma relação de qualidade, “podemos ser como realmente somos”. 

A palestrante apontou que a comunicação não violenta tem como base a sinceridade e a autenticidade e que expressões generalistas como muito, sempre e nunca não são fatos. “A forma como nos conectamos com o outro tem de mudar, se queremos criar um mundo diferente. Devemos evitar julgamentos”, falou, acrescentando que 90% do nosso sofrimento acontece por causa das nossas interpretações e não pelo fato em si. 

Sobre as relações no ambiente de trabalho, Vivian destacou que a imperfeição une os seres humanos. E exemplificou a liderança que ajuda a sua equipe a ser protagonista. “Se você deseja uma equipe colaborativa, engajada e feliz, dê espaço para isso. Qual a tua ideia, como vamos nos ajudar, podemos construir isso juntos?. É o poder com o outro e não sobre o outro. As pessoas vão se sentir mais felizes, há espaço para os talentos virem à tona e criatividade ser expressada”, pontuou Vivian. 

Profissional 

Vivian é facilitadora de palestras e workshops, abertos e in company, relacionados ao tema comunicação não violenta e comunicação empática. Facilitadora de círculos restaurativos, tem experiência de mais de 30 anos na área de comunicação institucional e empresarial com foco em relacionamento interpessoal, comunicação interna, organização de eventos e feiras internacionais. Em cursos de extensão universitária possui formação em programação neurolinguística, inteligência emocional, comunicação não violenta, comunicação empática, comunicação interna, gestão de conflitos, investigação apreciativa e dragon dreaming. É membro da Comunidade Internacional de conversas significativas Art of Hosting e da Rede Semear - multiplicadores de paz. Além disso, é professora da pós-graduação na Universidade Feevale e Faculdade IENH e diretora da LF Comunicação Integrada. 

Conheça mais sobre a Escola do Legislativo.