Câmara destina mais de R$ 2,4 milhões para a Saúde de Novo Hamburgo

por Luís Francisco Caselani última modificação 20/12/2018 14h33
20/12/2017 – O Legislativo hamburguense oficializou na tarde desta quinta-feira, 20 de dezembro, o repasse de valores residuais de seu orçamento para este ano, incrementando os cofres públicos municipais com recursos economizados ao longo de 2018. No final de novembro, o presidente Felipe Kuhn Braun (PDT) já havia assinado a devolução de R$ 530 mil. Agora, a Câmara complementa o valor endereçando mais R$ 1.950.000,00 ao Executivo. O montante total, finalizado em R$ 2.480.000,00, será destinado integralmente para a área da Saúde, que sofre com restrições no atendimento desde o último dia 22. A informação foi garantida pelo secretário municipal da Fazenda, Betinho dos Reis, que recebeu um cheque simbólico das mãos do presidente em exercício do Legislativo, Vladi Lourenço (PP), responsável por autorizar a transferência financeira.
Câmara destina mais de R$ 2,4 milhões para a Saúde de Novo Hamburgo

Foto: Giovani Gafforelli/CMNH

O valor devolvido representa 14,17% dos R$ 17.497.300,00 que compuseram o orçamento da Câmara em 2018. Mesmo com investimentos importantes ao longo da gestão do presidente Felipe Kuhn Braun, como as obras de substituição do sistema de ar-condicionado, após mais de três décadas de uso, e da reforma da subestação de energia, com a troca do transformador e a adoção de nova forma de medição de consumo, foi possível economizar recursos a partir da identificação de prioridades e contenção de despesas aplicadas durante todo o ano.

É muito gratificante para nós, enquanto gestores, ajudarmos a Prefeitura em um momento tão crítico, no qual faltam recursos para uma área tão importante quanto a Saúde. Essa verba ajudará o Executivo a fazer um ajuste melhor das contas e proporcionará um alívio para a comunidade que espera por exames e consultas”, destacou Vladi. Em situação de emergência desde a assinatura de decreto no dia 22 de novembro, o atendimento ao Sistema Único de Saúde (SUS) em Novo Hamburgo prioriza casos de urgência e emergência. A medida foi tomada em resposta ao atraso de repasses financeiros do Governo Estadual, que somavam à época R$ 9 milhões.

Como todas as prefeituras do país passam por dificuldades muito grandes, o valor de quase R$ 2,5 milhões ajuda muito o encerramento das contas do exercício. Temos que agradecer a toda a Câmara de Vereadores, especialmente à Mesa Diretora, que não evitou esforços para fazer economias e garantir a devolução. Essa verba toda será direcionada para a Saúde, recursos que estão faltando em razão do atraso de repasses do Governo Estadual”, esclareceu Betinho. “Com toda a certeza, teremos um final de ano bem mais tranquilo devido a essa economia feita pela Câmara”, completou.

Principais reformas estruturais da Câmara em 2018:

Reforma do sistema de ar-condicionado:

O sistema de ar-condicionado da Câmara, em uso há décadas, está sendo substituído por aparelhos mais eficientes, dotados com novas tecnologias capazes de refrigerar o ambiente de forma constante. O que se busca é a preservação do patrimônio público e a racionalização de gastos com energia elétrica e água.

Troca de local do transformador de energia elétrica:

A Mesa Diretora do ano passado tomou ciência de uma notificação feita em 2011, na época pela AES Sul, solicitando a troca do transformador de energia elétrica localizado no interior do prédio do Legislativo. O projeto para a realização do ajuste foi aprovado em 2015, mas não saiu do papel. Em janeiro de 2017, a então presidente Patricia Beck (PPS) reuniu-se com o gestor de Atendimento ao Poder Público da RGE Sul, Thiago de Oliveira, que apontou a alta periculosidade do local onde hoje está instalado o transformador, no subsolo do prédio, especialmente em casos de alagamento. Quando forem finalizadas as adequações necessárias, o impacto positivo poderá vir também na conta de energia elétrica, a partir de uma reavaliação do gasto energético da Casa.