Câmara de Novo Hamburgo homenageia cinquentenário da Feevale

por Jaime Freitas última modificação 04/07/2019 16h33
03/07/2019 – Discursos de felicitação e reconhecimento à trajetória de desenvolvimento do ensino em Novo Hamburgo marcaram o início da sessão ordinária desta quarta-feira, 3 de julho, em momento de homenagem aos 50 anos da Universidade Feevale. Proposta pela vereadora Tita (PP), a atividade também marcou o cinquentenário da Associação Pró-Ensino Superior em Novo Hamburgo (Aspeur), mantenedora da instituição. Ambas as entidades comemoraram seu aniversário no último dia 28.
Câmara de Novo Hamburgo homenageia cinquentenário da Feevale

Foto: Maíra Kiefer/CMNH

“Que alegria estar aqui para esse momento especial. Tenho uma relação pessoal com a Feevale. Eu estudei na instituição e a minha filha está se formando lá. A Feevale é um exemplo de parceria bem-sucedida entre a iniciativa privada e a comunidade. Hoje, a Feevale está entre as melhores universidades do País e é considerada uma das mais inovadoras do Brasil, tendo sido pioneira na implantação de diversos cursos. Ela é parte indispensável da história dessa cidade. Novo Hamburgo cresce com a Feevale”, disse a proponente da homenagem, a vereadora Tita.

Enio Brizola falou em nome da bancada do seu partido, o PT, e da bancada do Solidariedade. Ele destacou a trajetória da instituição mantenedora da Feevale, a Aspeur, e das contribuições dadas nos últimos 50 anos, apoiando diferentes políticas públicas. “Dizem que quem não celebra as suas conquistas não a merecem. Conhecemos a história da Aspeur/Feevale, assessorando o governo estadual e, principalmente, os municípios da nossa região. Presta um serviço solidário, auxiliando a comunidade, seja com ações diretas ou em apoio a outras iniciativas. Desejo que a universidade seja cada vez mais aberta e comunitária, para o bem de todos”, afirmou.

Felipe Kuhn Braun falou em nome da bancada do seu partido, o PDT, e ressaltou a capilaridade social da instituição. “Eu acredito que todo mundo em Novo Hamburgo e nas cidades próximas têm alguma história com a Universidade Feevale. Eu quero assim ressaltar que vejo uma gente que trabalha muito pela nossa cidade, no campo educacional, da política e da cultura. É uma instituição que se reinventa, com pessoas trabalhadoras e qualificadas em diversas áreas, seja no campo intelectual, social ou esportivo. Sou muito grato por ter feito e ainda fazer parte dessa instituição. Ninguém trabalha sozinho. Aqui, representando a Aspeur/Feevale, temos profissionais que somados fazem a diferença na vida de tantas pessoas. O momento é de celebrar a longevidade de uma instituição sólida, que permanecerá presente no agora e no amanhã”, declarou.

“É uma honra estarmos aqui comemorando esses 50 anos da Aspeur/Feevale”, disse Patricia Beck. (PPS). “Falar da importância da Feevale vai além do que podemos ver ou sentir, pois essa instituição não resgata apenas valores passados que proporcionaram e continuam proporcionando o fortalecimento social da nossa gente, e não trabalha apenas para o presente, mas, principalmente, para o futuro, com a formação de estudantes nas mais diversas áreas de conhecimento, projetando Novo Hamburgo ao mundo através do desenvolvimento de projetos e pesquisas e de aprimoramento de tecnologias e de inovações. A Feevale demonstrou, ao longo desses 50 anos, a sua coragem de ir além. A vontade de construir uma sociedade mais forte através do conhecimento e a determinação para tornar essa realidade possível cresceram nos diferentes níveis de ensino onde atua, com o compromisso de promover a produção de conhecimento, a formação integral das pessoas e a democratização do saber, contribuindo assim para o desenvolvimento da nossa sociedade”, declarou.

Em nome da bancada do MDB e da Rede, Gerson Peteffi destacou a credibilidade da instituição dentro da sociedade. “A inovação e o desenvolvimento tecnológico são marcas da Feevale, que atua para criar um ambiente de colaboração e sinergia com o poder público, promovendo pequisas e estimulando o empreendedorismo. As instituições com credibilidade desse país devem ser mantidas, valorizadas e homenageadas mais vezes nas nossas Câmaras Municipais, Assembleias Legislativas e no Congresso Nacional. Temos a obrigação e a responsabilidade de mostrar aos jovens e aos demais brasileiros que o Brasil é viável, que o Brasil pode mudar, que o Brasil está nas nossas mãos e a mudança passa, obrigatoriamente, pela educação. A educação é o principal pilar para que esse país se liberte das amarras do atraso e cresça de novo”, relatou o parlamentar.

O presidente da Câmara, Raul Cassel, falou da importância da Feevale e do papel da instituição na sociedade. “Vejo como uma semente que saiu dessa comunidade e, semeada, deu frutos, que colhemos nesse coroado êxito de existência, marcados nesses 50 anos. Um grupo de lideranças, de empresários, que lá atrás deram início à Universidade Feevale de Novo Hamburgo. E a importância dessa instituição não fica restrita à nossa região. Os dados mostram isso: parceria com 116 instituições em 27 países. Quando eu era vice-prefeito, tive oportunidade de estar presente em uma missão para Índia e lá também estava a Feevale. Acredito ser importante o estreitamento das relações internacionais, para o bem comum e prosperidade de todos”, declarou o chefe do Poder Legislativo.

Após a fala dos parlamentares, a proponente da comemoração, a vereadora Tita, entregou um quadro que homenageia os 50 anos da Aspeur/Feevale ao reitor da Feevale, o professor Dr. Cleber Prodanov, e ao presidente do Conselho de Administração da Aspeur, Roberto Cardoso.

“Queremos deixar aqui registrado que nos sentimos muito honrados em receber essa homenagem. Queremos dedicar esse momento aos líderes, que no ano de 1969, tiveram a coragem em fundar a Aspeur/Feevale. Eles demonstraram visão futurística em implantar em nossa região uma instituição de ensino superior, onde nossos filhos podem estudar e formarem-se profissionais sem sair das suas casas. Transcorridos 50 anos, podemos dizer, com muito orgulho, que a Universidade Feevale é reconhecida como uma instituição comunitária, regional e inovadora. Reafirmamos nosso compromisso com a inovação, o empreendedorismo e a excelência e, a partir da experiência, das conquistas e dos aprendizados das últimas cinco décadas, queremos avançar na promoção do crescimento, por meio do conhecimento, visando à construção de um futuro próspero e pleno de realizações”, declarou o presidente da Aspeur, Roberto Cardoso.

“É uma grande honra poder estar nesta Casa Legislativa e falar um pouco da Aspeur e da Feevale. A nossa história começa nos anos 1960. Era um outro momento, de grande prosperidade, mas os visionários do passado pensaram em uma instituição que fosse inovadora e, ao mesmo tempo, deixasse sua marca nas raízes das nossas comunidades. Esses visionários inspiraram nosso presente. Quero deixar uma mensagem de agradecimento a esse passado glorioso, mas também olhar para frente. Talvez o futuro não seja matéria, talvez o futuro não sejam obras físicas, mas seja o espírito que a gente possa deixar para as próximas gerações, o espírito inovador, empreendedor, inquieto, de transformação da sociedade. Essa é a herança que a Feevale vai deixar para o futuro. Que ela cresça e se torne um lugar melhor e mais feliz”, disse o reitor da Universidade Feevale, Cleber Prodanov, ao final da cerimônia.

 Feevale 

No dia 28 de junho de 1969, foram fundadas no Município a Associação Pró-Ensino Superior em Novo Hamburgo (Aspeur) e a Federação dos Estabelecimentos de Ensino Superior em Novo Hamburgo (Feevale), com sede na avenida Dr. Maurício Cardoso – onde hoje funciona o Campus I. A instituição ampliaria sua estrutura no início da década de 1990, com a inauguração do Campus II e a implantação de turmas de ensino fundamental e médio.

Em 1999, a Feevale é alçada ao status de centro universitário. O credenciamento como universidade pelo Ministério da Educação viria em 2010, em um marco importante para a comunidade acadêmica do Vale do Sinos. A Feevale oferece hoje 56 cursos de graduação, nove mestrados e cinco doutorados, além de cursos de extensão, especialização e MBA, atendendo 15,5 mil alunos em todos os níveis de ensino. A instituição conta com três campi e dez polos de ensino no Estado e em Dongguan, na China, sede de uma comunidade brasileira com mais de cinco mil pessoas. Ao longo de seus 50 anos, a universidade formou mais de 27 mil estudantes apenas na graduação.