Câmara aprova nome de rua em homenagem a Altair Schiavini

por Luís Francisco Caselani última modificação 29/07/2019 20h52
29/07/2019 – O Legislativo hamburguense aprovou por unanimidade nesta segunda-feira, 29 de julho, projeto de lei assinado por Raul Cassel (MDB) que presta homenagem a Altair Artur Schiavini, servidor público falecido em 2016, atribuindo seu nome à rua 1 do loteamento Jardim do Sol, no bairro São Jorge. O texto será novamente analisado nesta quarta, dia 31, para decisão final.
Câmara aprova nome de rua em homenagem a Altair Schiavini

Foto: Jaime Freitas/CMNH

Natural de Erechim, Schiavini formou-se técnico em contabilidade antes de se mudar a Novo Hamburgo, onde constituiu sua família. Após trabalhar em diferentes empresas, assumiu cargo no setor de fiscalização e tributação da Secretaria da Fazenda, função que exerceu até se aposentar. Nascido em 3 de julho de 1950, Schiavini faleceu aos 66 anos de idade.

Cassel ressaltou que o projeto une o interesse da comunidade, que espera a denominação oficial do logradouro onde vive, ao reconhecimento a um servidor público de grande destaque. “Essa é uma homenagem que nasceu dentro do funcionalismo. Seu Altair sempre foi destacado pela sua abordagem ao público. Ser fisal de tributos não é uma tarefa fácil, mas ele cumpriu com sua função ao longo dos vários anos em que esteve na Prefeitura”, frisou o presidente da Câmara. “Esse é também um registro de consideração a muitos outros servidores públicos que se dedicam e que merecem nosso reconhecimento”, completou o parlamentar.

Presente à sessão, Fátima Schiavini, filha de Altair, agradeceu o que considerou um momento especial para toda a família. “Nosso pai foi uma pessoa incrível, que cedeu muito tempo de sua vida em prol de Novo Hamburgo”, enalteceu. Fátima lembrou homenagens em vida recebidas por seu pai, em especial no momento de sua aposentadoria, e disse que o sentimento agora é outro. “Hoje é para nós, para a nossa família. Queremos que os moradores do loteamento Jardim do Sol sintam o mesmo prazer que estamos sentindo agora ao dizerem morar na rua Altair Artur Schiavini”, desejou.

Leia na íntegra o Projeto de Lei nº 32/2019.

A aprovação em primeiro turno

Na Câmara de Novo Hamburgo, os projetos são sempre apreciados em plenário duas vezes. Um dos objetivos é tornar o processo (que se inicia com a leitura da proposta no Expediente, quando começa sua tramitação) ainda mais transparente. O resultado que vale de fato é o da segunda votação, geralmente realizada na sessão seguinte. Assim, um projeto pode ser aprovado em primeiro turno e rejeitado em segundo – ou vice-versa.

registrado em: