Câmara aprova criação de homenagem a empresas hamburguenses

por Luís Francisco Caselani última modificação 08/09/2021 16h30
08/09/2021 – A pedido do autor Gustavo Finck (PP), a Câmara de Novo Hamburgo acelerou a tramitação e votou nesta quarta-feira, 8, a criação da Honraria Empresarial Júlio Redecker. Sob forma do Projeto de Decreto Legislativo nº 3/2021, a proposta foi aprovada por unanimidade em primeiro turno e deve retornar à pauta na próxima segunda, 13. A homenagem será destinada a pessoas jurídicas que tenham prestado relevantes serviços para o desenvolvimento empresarial da cidade. A premiação contemplará até 42 distinções por ano.
Câmara aprova criação de homenagem a empresas hamburguenses

Foto: Tatiane Lopes/CMNH

De acordo com o PDL nº 3/2021, a honraria será entregue em sessão solene da Câmara sempre na primeira quinzena de outubro. Cada empresa homenageada receberá um troféu e um certificado, contendo seu nome e sua contribuição para o município. As indicações serão feitas pelos próprios vereadores até o dia 5 de setembro. Todas as nomeações deverão ser aprovadas em plenário. Cada parlamentar terá direito a designar até três empresas por ano.

“A criação da premiação se faz necessária para dar visibilidade e o devido reconhecimento às empresas hamburguenses que tenham prestado relevantes serviços de forma ética, solidária, justa e responsável”, defende Gustavo Finck.

Júlio Redecker

Mais do que uma homenagem às empresas, a criação da honraria também enaltece a memória do empresário, advogado, professor e político gaúcho Júlio Redecker. Natural de Taquari, mas com forte ligação com Novo Hamburgo, Redecker exercia seu quarto mandato consecutivo como deputado federal quando se tornou uma das vítimas do acidente com o voo 3054 da Tam, em julho de 2007. “Redecker era defensor de diversos setores na região e impulsionador de grandes negócios em Novo Hamburgo, sempre defendendo o potencial do comércio e da indústria local. Fez história com sua representatividade e carisma em nível nacional e internacional”, relembra Finck.

A aprovação em primeiro turno

Na Câmara de Novo Hamburgo, os projetos são sempre apreciados em plenário duas vezes. Um dos objetivos é tornar o processo (que se inicia com a leitura da proposta no Expediente, quando começa sua tramitação) ainda mais transparente. O resultado que vale de fato é o da segunda votação, geralmente realizada na sessão seguinte. Assim, um projeto pode ser aprovado em primeiro turno e rejeitado em segundo – ou vice-versa.

registrado em: