Autoridades debatem Política Ambiental na Câmara Municipal de Novo Hamburgo

por Luís Francisco Caselani última modificação 06/06/2018 13h23
05/06/2018 - Aconteceu na noite desta terça-feira, 5 de junho, o Seminário de Avaliação da Política Ambiental de Novo Hamburgo. O evento realizado na sede do Legislativo Hamburguense contou com a presença do presidente do Movimento Roessler para Defesa Ambiental, Arno Kayser. A finalidade da iniciativa foi debater as propostas do Programa Ecológico elaborado para as eleições de 2016. Para o presidente da Câmara Municipal de Novo Hamburgo, Felipe Kuhn Braun (PDT), é importante trazer o debate do meio ambiente para a sede do Legislativo. “A Câmara é a casa dos grandes debates, e este é um momento importante em que se discute internacionalmente o meio ambiente” afirmou o vereador.
Autoridades debatem Política Ambiental na Câmara Municipal de Novo Hamburgo

Foto: Tatiane Lopes/CMNH

Participaram do evento o presidente da Comissão de Meio Ambiente do Legislativo Municipal, vereador Vladi Lourenço (PP), e o vereador Professor Issur Koch, do mesmo partido. Enio Brizola (PT) esteve representado por sua Assessora Parlamentar, Francieli França. O secretario Municipal de Meio Ambiente, Udo Sarlet, também compôs a Mesa de trabalhos.

O Movimento Rossler para Defesa Ambiental tem por princípios e finalidade a proteção, preservação e conservação do planeta, bem como a qualidade de vida em toda sua amplitude. Conforme o presidente da entidade, Arno Kayser, as questões ambientais são de suma importância. “A iniciativa foi muito relevante na intenção de trazer a população para participar da discussão”, revelou. Ainda segundo Kayser, o objetivo do encontro foi mostrar justamente que a questão ambiental é fundamental para o desenvolvimento político de Novo Hamburgo.

Durante o evento, o secretário Udo Sarlet discorreu sobre o que sua pasta vem desenvolvendo durante a atual gestão da Prefeitura. Dentre as providências tomadas estão os cuidados com as praças e parques e o plantio de árvores pela cidade. Para o representante do Executivo, desde 2016, quando o programa foi assinado junto ao Movimento Roessler, já foram alcançadas muitas metas.


Entre as medidas anteriormente discutidas, estavam manter a autonomia e denominação da Secretaria de Meio Ambiente (Semam); dar continuidade e ampliar o Programa CataVida, da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), mantendo locais para sede operacional e equipamentos adequados, assim como apoio social ao grupo de trabalhadores envolvidos; e implantar definitivamente em toda cidade a coleta seletiva de resíduos domésticos recicláveis.

O Seminário

O evento foi dividido em seis blocos: gestão; resíduos sólidos; áreas verdes; saneamento e controle da poluição do Rio dos Sinos; gestão territorial e transporte; e envolvimento da cidadania e proteção animal. Após a fala das autoridades, o público presente fez questionamentos aos integrantes da Mesa.

A Organização pela Dignidade dos Animais Abandonados (Ondaa) também participou da elaboração do Programa Ecológico para as eleições de 2016.

A atividade contou com a transmissão ao vivo da TV Câmara pelo facebook.com/tvcamaranh e pelo portal.camaranh.rs.gov.br.